30 junho 2009

www.davidandgavinhoffman.com/photos/

"Ouvi de que falavam
aqueles que falavam.
Ouvi o que diziam
acerca do princípio e do fim.
Mas eu não falo do princípio,
e nem do fim.

Nunca houve mais princípio
do que agora.
Nem mais juventude,
nem mais velhice
do que agora.
E nunca haverá mais perfeição
do que agora.
Nem mais céu ou inferno
que agora"

(...).

Um comentário:

Eurico disse...

Em poucos versos, um tratado sobre a eternidade e o agora. Fico também com o agora, esse recorte da eternidade.

Abraço fraterno.