08 fevereiro 2008

Outra vez, você

Sonhei com você
em plena segunda,
de carnaval
Meu deus! Que amargura!

Precisava de ver, você
tão real
Carrasco e grosseiro
fiel escudeiro de seus ideais

Folião passageiro
na multidão
Fardo eterno
em meu pobre coração

Que verão fora aquele?
De um irrealismo
tão real

Era mesmo um grande sonho
que acabou na quarta-feira
de carnaval

2 comentários:

Janaina disse...

fazia tempo q não passava por aqui!
adoro o seu blog!
os seus textos são os meus prediletos!
beijo!!!!!!!!!!

Maria Eliza Marques disse...

presença fundamental, always!
;]

beijooo jã!