28 julho 2010

Vôo

Quando crescer
quero poder ver o mundo
pelas as de um avião.


Desfrutar de todas as suas cores,
pintá-las em moldura branca,
pendurá-las na parede,
e guardá-las na memória.

3 comentários:

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

que você veja o mundo pelas asas de mil aviões e não menos pelas janela do teu quarto individual

Guilherme Sakuma disse...

Eita, ultimamente o seu blog anda bastante frquentado. Seu talento vem sendo reconhecido.

Parabenes Má!

Vai que é tua.

Macário Campos disse...

Espero que compartilhe conosco suas lembranças e memórias, seu texto é inspirador.
Bjs.